cólica renal

Formas de prevenir a cólica renal

A cólica renal é caracterizada por quadros de dor aguda e intensa, que tem origem na região do baixo ventre — na altura dos rins — podendo se irradiar para a região do abdômen. Tais dores são mais comuns em pessoas que possuem cálculos renais, também chamados de pedras nos rins.

Abaixo, falaremos um pouco mais sobre esse problema e citaremos algumas medidas importantes para se evitar a ocorrência de dores renais. Confira.

O que são os cálculos renais?

Tratam-se de massas solidificadas, formadas por acúmulo de minerais e sais na urina.

Existem tipos distintos de cálculos renais. Os de cálcio são mais comuns e podem ser engatilhados por distúrbios metabólicos. Os de ácido úrico, por sua vez, podem ocorrer em pessoas com dietas ricas em proteínas ou que possuem gota.

Quais são os fatores de risco para o desenvolvimento de pedra nos rins?

O histórico familiar pesa bastante. Pessoas com pais que tiveram cálculos renais têm mais propensão a desenvolver o problema.

A situação também é mais comum em homens, especialmente acima dos 40 anos. Uma das formas de se evitar o surgimento de cálculos renais é por meio da ingestão abundante de água e pela adoção de dietas com quantidades moderadas de sal e proteína.

Indivíduos obesos estão mais suscetíveis ao problema, em comparação com pessoas dentro do peso adequado.

Como prevenir a cólica renal?

Ao evitar quadros de cálculo renal, diminui-se a incidência de cólicas. O primeiro passo, portanto, é atuar ativamente para diminuir os fatores de risco.

Como já comentamos, beber bastante água é necessário. Todos deveriam beber, pelo menos, dois litros de água por dia. A quantidade deve aumentar em dias de calor e durante atividades físicas que consomem energia ou causam desidratação.

Escolher alimentos com pouco açúcar é bom não apenas para evitar o surgimento de pedras, mas também para manter o peso corporal. Sem sobrepeso, o corpo tende a agir de forma otimizada.

Pessoas que passaram por cirurgias de redução de estômago, como a de bypass gástrico, podem ter alterações diversas no funcionamento do organismo. Em alguns casos, o corpo pode ter dificuldade para fazer a absorção do cálcio. Isso pode propiciar a solidificação de sais.

Doenças que podem causar cólica renal

Existem enfermidades que também são conhecidas por gerar dores significativas nos rins. Confira quais são elas.

Hiperparatireoidismo primário (HPTP)

O problema é mais comum em mulheres no fim da idade fértil. Pacientes tendem a apresentar níveis elevados ou muito baixos de paratormônio e hipercalcemia.

Assim, surgem quadros de desidratação, vômitos, dores de cabeça, confusão mental e problemas nos rins.

Acidose

Causada quando a acidez do sangue aumenta, causando quadros de fadiga, vômitos, dores localizadas e dificuldade respiratória.

Pode ter causa metabólica ou respiratória. No primeiro caso, tem relação direta com a insuficiência renal — razão pela qual pode vir a provocar incômodo físico significativo.

Cistinúria

Transtorno genético que tende a se manifestar mais a partir da segunda década de vida. Está relacionado à perda de aminoácidos pela urina.

O problema faz com que o indivíduo afetado tenha cálculos renais de cistina constantes e, às vezes, sucessivos, o que pode levar às cólicas renais.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como urologista em São Carlos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp